Quase…

Origem do Pão por Deus

“Exatamente um ano após o grande terramoto de 1755 – que destruiu parte da cidade de Lisboa – e coincidindo esta data com o Dia de Todos os Santos, a população aproveitou a festividade religiosa para organizar um peditório. A intenção era a de começar uma tradição que lembrava os seus mortos.

As pessoas percorreram assim toda a capital, batendo às portas e pedindo qualquer esmola, mesmo que fosse apenas pão. Nesta época, a fome e a miséria sentiam-se pela cidade. Dado o desespero, as pessoas pediram “Pão, por Deus”.

Em troca muitos pedintes receberam pão, bolos, vinho e outros alimentos para honrar os seus mortos e pedir pela sua alma – por isso, este dia também é conhecido como o “Dia do Bolinho“.

É essa a origem deste ritual cristão, no qual as crianças que participam nos peditórios representam as almas dos mortos que «neste dia erram pelo mundo».”

In: https://pumpkin.pt/familia/lifestyle-criancas/festas-aniversarios-batizados-ferias/pao-por-deus-uma-tradicao-muito-nossa/

Adivinhem o que andamos a preparar 😉

Sistema de irrigação por capilaridade chegou à bio-horta da HBG!

O ano passado as turma 10 e 13 do 5′ ano participaram num desafio lançado pela APEVT.

Criaram um sistema de irrigação por capilaridade. Os alunos foram orientados pelas professoras Elda Garcês e Sónia Gouveia.

Este ano vamos testar este engenho na bio-horta da nossa escola.

A planta indicará a eficiência do sistema, vamos esperar, pacientemente, pelo seu crescimento. 😁

Voluntários

Os alunos Ana Matilde Freitas; Ana Sofia; Jonas Rafael e Maria Isabel da turma 6.11 O Nuno Tomás Freitas do 5.•11 e o Ricardo Freitas do 5’9 apareceram para cooperar na bio-horta. A boa disposição foi visível, a partilha e cumplicidade notórias.

Hoje, aprenderam sobre a importância da compostagem.

Amizades…

As plantas também podem ser amigas, ou não, umas das outras. 😉

“Durante gerações, os agricultores foram aprendendo pela observação e pela experiência, que certas plantas, eram mais produtivas se estivessem na companhia de outras plantas específicas.
Por outro lado, havia outras culturas que eram antagónicas.

A consociação de culturas consiste em cultivar próximas umas das outras duas ou mais culturas com diferentes ciclos e arquiteturas vegetativas.

In:

https://www.hortasbiologicas.pt/consorciacao.html

Na bio-horta da HBG também fizemos consociação!

Juntamos as acelgas com a beterraba e o alho francês e também juntamos a beringela com o tomate.

Para saber mais sobre as “amizades” das plantas pode consultar:

https://www.hortasbiologicas.pt/consorciacao-lista-1.html

Para ajudar na plantação de hoje tivemos alguns alunos, o Sr. Mendonça e elementos da equipa ecoHBG.